Era uma vez...o sonho de uma plantação de chá em Portugal

O que acontece quando dois grandes apreciadores de chá se encontram? Ideias loucas e atrevidas, ou realistas? Como temos experiência na produção de vinho e estamos convencidos que o mundo do chá é igualmente complexo e interessante, começamos a sonhar em produzir chá. Sabemos que a planta de chá é uma espécie de Camélia, e ao vivermos perto da chamada “terra das Camélias”, no litoral norte Português, o nosso sonho começou a tornar-se realidade.

 

Reportagem de Sibilia Lind para o Jornal Público:

 

 

Investigando um pouco mais, encontramos fontes históricas dos meados do século XIX, sobre uma pequena plantação de chá perto de Ponte de Lima. Infelizmente, nunca houve produção de chá, visto o dono ter regressado ao Brasil. Sabemos que a cultura de chá é exigente: são no mínimo cinco anos até à primeira colheita e a produção do chá envolve vários processos. Essa é provavelmente a razão principal, pela qual mais ninguém tentou plantar, e produzir, chá em Portugal Continental.

 

 

O nosso gosto por desafios levou-nos a plantar as primeiras 200 plantas de chá (Camellia sinensis) no jardim da nossa casa no Porto, em 2011. Pelo desenvolvimento destas primeiras plantas, conseguimos perceber que as condições climáticas são as apropriadas e isso deu-nos confiança para continuar. Em 2014 decidimos então, mudar as plantas para o terreno final em Fornelo, perto de Vila do Conde.

 

about5about6

 

Em 4 anos conseguimos plantar um pouco menos do que 1 hectar. Limpámos o terreno da uma antiga vinha abandonada à mão, evitando o impacto de máquinas pesadas. Cuidamos das nossas 12.000 plantas de chá segundo princípios biológicos e com um espírito biodinâmico. Assim tentamos criar um ciclo sustentável na quinta, na qual tudo o que utilizamos na terra é proveniente do meio envolvente.

 

 

O nosso objectivo é produzir um chá verde de alta qualidade. Tendo consciência de que a produção de chá é muito complexa, procuramos produtores de chá verde no Japão. Em 2012, visitou-nos pela primeira vez o casal produtor Morimoto, do Sul do Japão, que não só se apaixonaram por Portugal, como também abraçaram o nosso projecto Camélia. Haruyo e Shigeru san têm mais de 40 anos de experiência e ajudam-nos com os seus conhecimentos no cultivo e produção de chá biológico. Com alguma frequência os Morimoto vêm visitar-nos para nos aconselhar com o trabalho na plantação.

 

about7about8

 

Depois 2 anos de pequenas produções experimentais, em 2019 celebramos a nossa primeira colheita das plantas que atingiram a maturidade para a produção de chá. Foi um momento especial para todos os envolvidos e, todos os dias, crescemos com o desafio de transformar quantidades maiores de folhas frescas em chá verde – um processo mágico e complexo. A nossa colheita das folhas é inteiramente manual. Para além disso, a maior parte do processo de transformação é feito à mão.

 

 

A nossa missão não é unicamente produzir chá próprio, mas também partilhar a nossa paixão e conhecimento do complexo mundo do chá. Desde 2012 distribuímos chás biológicos do casal Morimoto, e outros pequenos produtores familiares do Japão. Para além disso, desenvolvemos uma seleção de chás de alta qualidade do mundo e tisanas portuguesas biológicas. Aos restaurantes proporcionamos um aconselhamento personalizado na elaboração de ementas de chá. Realizamos degustações e workshops de chá na nossa plantação e em locais diversos. Deste modo, procuramos aproximar o Oriente do Ocidente, promovendo um crescente interesse dos Europeus pelo fascinante mundo do chá.