Familia Kadota

 

O tradicional jardim de chá Kamairicha de pai e filho Kadota está localizado na prefeitura de Miyazaki, na ilha mais a sul do Japão. A amizade com a família Morimoto, cuja plantação é vizinha, já existe há muitas décadas e tem uma influência constante na história da produção de Kamairicha.

 

A plantação de chá Kadota é realmente pequena em comparação com outras plantações de chá atuais, sendo a área total de chá aproximadamente 2,6 hectares. Muitas das etapas na produção tradicional de Kamairicha da familia Kadota são feitas à mão. Por esse motivo, o processamento de mais folhas colhidas numa área de chá maior seria simplesmente impossível. Mesmo com uma plantação de chá de área pequena, pai e filho Kadota trabalham dia e noite para processar todas as folhas recém-colhidas durante a primeira colheita. 

 

Pai e filho Kadota consideram a produção tradicional e histórica de Kamairicha que praticam  um precioso tesouro, pois é única no Japão. São usados utensílios de ferro fundido no processamento das folhas de chá, que já têm mais de 50 anos, enquanto os Kama originais têm até 100 anos. Diariamente pai e filho usam todos os seus sentidos para ajustar o produção de Kamairicha. Sentem as folhas para tatear a sua textura e usam o olfato para ajustar o calor da manufatura Kamairicha. Em seguida, ajustam o tempo, a velocidade e a temperatura dos utensílios Kamairicha novamente. Pai e filho estão absolutamente concentrados durante todo o trabalho.

 

O destaque da produção do Kamairi de Kadota são os Hon-Gama («realmente Kama») de 100 anos, dos quais três peças são de  Ryotaro Morimoto, pai de Shigeru Morimoto. Em meados do século XX, os Hon-Gama eram queimados com madeira, porém o fumo do fogo causava problemas e não era fácil conseguir a lenha certa para queimar. Junji e Yuske Kadota pararam de usar lenha para o Hon-Gama. Nos dias de hoje usam uma chama de gás para aquecer todos os seus antigos Kama, sendo essa a única coisa que eles mudaram.